SOLO VIVO | AVISO – ZIF Carregal do Sal – Mondego
UA-102017239-1
16369
post-template-default,single,single-post,postid-16369,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-10.0,wpb-js-composer js-comp-ver-5.6,vc_responsive

AVISO – ZIF Carregal do Sal – Mondego

AVISO – ZIF Carregal do Sal – Mondego

Projeto PRoDeR no âmbito da Ação 2.3.3 “Valorização Ambiental dos Espaços Florestais”

Sub-Acção 2.3.3.3 “Proteção contra Agentes Bióticos Nocivos”

Nemátodo da Madeira de Pinheiro

O Nemátodo da Madeira do Pinheiro (NMP) – Bursphelenchus xylophilus – responsável pela doença da murchidão dos pinheiros, é um dos organismos com maior potencial destrutivo da floresta de coníferas e faz-se transportar por um insecto vector : o Longicórnio do Pinheiro (Monochamus galloprovincialis).

Como tal, constituem objetivos genéricos da Ação 2.3.3 de “Valorização Ambiental dos Espaços Florestais”, Sub – Ação 2.3.3.3 “Protecção contra Agentes Bióticos Nocivos” o desenvolvimento de ações de prospeção e erradicação de árvores infectadas ou com sintomas de declínio, tais como: árvores de coníferas dos géneros Abies, Cedrus, Larix, Picea, Pinus, Pseudotesuga, Tsuga, vulgo abetos, cedros, larix, espruces ou píceas, pinheiros, tsugas e falsas tsugas, também designadas resinosas, em particular as do género Pinus sp, ou seja, pinheiros. Estas medidas têm em vista a sinalização de árvores susceptíveis à doença causada por aquele organismo, e a sua consequente diminuição, de acordo com os normativos legais vigentes.

Deste modo, a SOLO VIVO, enquanto entidade gestora da ZIF Carregal do Sal – Mondego, informa todos os Proprietários, Arrendatários ou Usufrutuários que irá iniciar, brevemente, a execução dos trabalhos no âmbito de uma candidatura ProDeR, de controlo do Nemátodo da Madeira do Pinheiro, nas freguesias de Oliveira do Conde, Parada e União das freguesias de Currelos, Papízios e Sobral de Papízios, concelho de Carregal do Sal com as seguintes ações preconizadas:

  • Prospeção de coníferas hospedeiras do NMP, referidas anteriormente, que apresentem sintomas de declínio, vulgo secas ou secar;
  • Erradicação dos exemplares identificados e extração/eliminação destes e dos sobrantes de exploração, antes do período de voo do inseto;
  • Instalação e monitorização de armadilhas destinadas à captura do insecto-vector do NMP durante o seu período de voo (Primavera/Verão);
  • Recolha de amostras para análises laboratoriais de pesquisa de NMP (madeira e insetos).

Sendo este procedimento obrigatório em todo o país, a SOLO VIVO espera contribuir, com esta iniciativa, para proteger o investimento dos Proprietários e/ou Produtores Florestais.

Share